Conjuntivite

O que é Conjuntivite?

A Conjuntivite é a inflamação da conjuntiva, a membrana fina e transparente que recobre a parte da frente dos olhos e a parte interna das pálpebras. A conjuntivite pode ser infecciosa (quando causada por vírus, bactérias ou fungos), alérgica ou irritativa (devido ao contato com produtos químicos ou abrasivos). O tipo de conjuntivite mais comum é aquele causado por vírus, sendo de fácil contágio e, às vezes, de recuperação prolongada.

As conjuntivites mais frequentes são as infecciosas, causadas principalmente por vírus ou por bactérias.

Quais os sinais e sintomas da Conjuntivite?

Os principais sinais da conjuntivite são a vermelhidão ocular e o inchaço nas pálpebras. Os sintomas mais comuns são a sensação de “areia nos olhos”, secreção, ardor e lacrimejamento. Na conjuntivite alérgica, o prurido ocular é proeminente e, na conjutivite irritativa, a dor pode ser de leve a intensa.

Vermelhidão, inchaço nas pálpebras e secreção são as principais características das conjuntivites.

Como diagnosticar uma Conjuntivite?

O exame clínico oftalmológico é suficiente para o correto diagnóstico das conjuntivites agudas. Nas conjuntivites de evolução muito prolongada pode ser necessária a pesquisa laboratorial do agente causador.

Qual o tratamento da Conjuntivite?

  • A conjuntivite viral é tratada com medicação sintomática, ou seja, lubrificantes oculares, anti-inflamatórios e compressas frias para ajudar a diminuir o desconforto, a vermelhidão e o inchaço.
  • Nas conjuntivites bacteriana e fúngica, é necessário o uso de antimicrobianos específicos.
  • A conjuntivite alérgica é tratada com o uso de colírios antialérgicos e com a eliminação do contato com o agente causador da alergia (poeira, ácaros, etc.).
  • Na conjuntivite irritativa, a limpeza com soro fisiológico, o uso de lubrificantes oculares, analgésicos e pomadas oftálmicas cicatrizantes podem ser necessários.
  • Independentemente do tipo de conjuntivite, os pacientes devem lavar as mãos antes e após a instilação de colírios, evitar coçar os olhos para diminuir a irritação e não usar lentes de contato durante o período de infecção.
  • O uso de colírios adequados é a base do tratamento das conjuntivites. O colírio deve ser prescrito por um oftalmologista porque para cada tipo de conjuntivite existe um medicamento específico.

Como prevenir a transmissão da Conjuntivite Infecciosa?

A conjuntivite infecciosa, principalmente a causada por vírus, é muito contagiosa, sendo transmitida através do contato direto entre uma pessoa infectada e uma sadia. Para evitar a transmissão, o paciente com conjuntivite deve seguir algumas orientações:

  • Evitar compartilhar objetos de uso pessoal, como toalhas, produtos de beleza e colírios;
  • Lavar as mãos e o rosto com frequência;
  • Evitar espaços públicos e aglomerações de pessoas;
  • Evitar a exposição a substâncias irritativas como fumaça, radiação solar e poeira.
  • Lavar bem as mãos antes e após pingar colírios ou após a limpeza dos olhos é essencial para evitar a transmissão da conjuntivite para outras pessoas.