HRO encerra campanha #AbrilMarrom com mais de 1500 atendimentos na Região Metropolitana de São Luís

O encerramento oficial da campanha acontece nesta terça-feira (30), as 19h, no Auditório do Conselho Regional de Medicina – CRM/MA.

Para fechar a ação de mobilização pela prevenção e combate à cegueira o HRO – Hospital de Referência Oftalmológica, reúne acadêmicos e classe médica para discutir sobre o tema, numa cerimônia que acontece na noite desta terça-feira, dia 30/04, no auditório do Conselho Regional de Medicina. O Objetivo é levantar a discussão sobre os avanços da medicina ocular e, porque tantas pessoas ainda desconhecem as doenças que provocam a cegueira como Catarata, Retinopatia Diabética e Glaucoma.

Durante todo o mês de abril, profissionais do HRO estiveram realizando palestras e atendimentos gratuitos (triagem) para a população em pontos estratégicos da capital, como shoppings, escolas e empresas parceiras do projeto. A campanha atendeu mais de 1500 pessoas de 6 a 95 anos, nas zonas do Cohama, São José de Ribamar, Renascença e Jaracaty.

O evento desta terça, que marca o encerramento oficial das ações conta com a presença do Dr. Abdon Murad – Presidente do CRM, Dr. Mauro César Oliveira – Presidente da Associação Médica Brasileira no MA e Dr. Mario Menezes – Presidente da Associação Maranhense de Oftalmologia.

AGORA É OFICIAL!

O movimento criado pelo HRO no Maranhão ganhou novos braços com a aprovação de PL 097/19 que institui abril o mês de mobilização social no combate à cegueira. A medida foi aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa no dia 25/03.

PREVENÇÃO QUE FAZ DIFERENÇA!

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 60% a 80% dos casos de cegueira poderiam ser evitados ou tratados se a população consultasse um oftalmologista pelo menos uma vez ao ano. Diabéticos, crianças, adultos acima de 40 anos e idosos acima de 60 anos devem ter maior atenção aos cuidados com a visão.

As doenças mais comuns que podem causar cegueira são:

Catarata – doença caracterizada pela perda de transparência (opacidade) do cristalino (lente localizada atrás da íris), a catarata pode ser classificada como secundária ou senil.

Retinopatia Diabética – doença atinge mais de 15 milhões de brasileiros. Se não for tratada corretamente, pode interferir diretamente na função dos vasos sanguíneos que levam sangue e oxigênio para as células da retina, desencadeando a retinopatia diabética, com evolução para a cegueira.

Glaucoma – é a principal causa de perda irreversível da visão, isto se deve ao fato do glaucoma ser silencioso. A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 1 a 2% da população acima de 40 anos é portadora de algum tipo de glaucoma, que causa cegueira irreversível.

Fonte: Assessoria de Imprensa – HRO

Rolar para cima